sábado, 26 de novembro de 2016

Filme: Animais Fantásticos & Onde Habitam


Mais um post sobre o universo potteriano... SIM! E o próximo, depois desse, será também...

Assisti Animais Fantásticos & Onde Habitam na pré-estreia à meia-noite no Vale Sul Shopping, claro. Eu pretendia postar no dia seguinte à sessão, ou seja, no dia 17 mesmo (dia oficial da estreia), mas pra variar não consegui. Ainda assim, por um milagre, to aqui postando pouco mais de 1 semana após a estreia.

Muita coisa pra falar, sobre o evento, sobre o filme, sobre teorias, curiosidades... vai ter parte com e sem spoiler (sinalizados, claro). Então vou dividir esse post em várias partes e você pode pular para o próximo título, de acordo com o assunto que te interesse. Clique no ''continue lendo...'' aqui embaixo e veja o post completo!



O QUE É 'ANIMAIS FANTÁSTICOS'???

Vou começar com uma rápida introdução para quem não é super-fã de Harry Potter e que possa estar confuso sobre o nome do novo filme e sua época.

Como se sabe, Hogwarts é uma ESCOLA para bruxos... E, como toda escola, tem uma lista de livros que os alunos devem comprar todo início de ano. Um desses livros se chama: ''Animais Fantásticos & Onde Habitam'' (Fantastic Beasts & Where To Find Them, que na minha opinião ficaria melhor traduzido como: ''Animais Fantásticos & Onde Encontrá-los'').

Esse livro didático, dentro do universo HP (aliás, merece um post à parte), foi escrito por um bruxo chamado Newt Scamander. Ele viajou o mundo pesquisando animais mágicos e depois escreveu esse livro, descrevendo cada um dos animais que encontrou. No nosso mundo, seria o equivalente a um livro de biologia!


Em 2001 a J.K. escreveu esse livro e o publicou para nós, trouxas, conhecermos todas essas criaturas que habitam o universo potteriano. É um livro pequeno e baratinho, de 63 páginas, com capa vermelha.

Tem gente, que não o conhece, que comentou: ''o nome desse novo filme parece nome de documentário''. Sim, porque é um livro didático e a história do filme é justamente contar as aventuras de Newt pelo mundo, enquanto pesquisava esses animais. Newt, é o que se chama no mundo da magia, um Magizoologista, equivalente no mundo trouxa a um Biólogo / Zoólogo / Ecologista. Serão 5 filmes e o primeiro se passa nos EUA, em New York, na década de 1920.

Então, obviamente, o 'autor' do livro, Newt Scamander, é o protagonista desta nova série de filmes!
Entretanto, muitos outros personagens 'famosos' dessa época aparecem / aparecerão nos filmes, ou são / serão citados. Incluindo sobrenomes de família. Ou seja, ás vezes é um personagem não-famoso para os leitores de HP, mas que vem de uma família tradicional, cujo sobrenome reconhecemos.


Joanne Rowlling DIVA na Premiére

O EVENTO NO VALE SUL

Então... nessa parte vou comentar o que eu não consigo deixar de falar, que é como foi o evento onde fui assistir o filme: os fãs, os cosplays, as reações, etc.

Já faz alguns anos, desde a estreia de HP 6 - Príncipe Mestiço, que eu deixei de ir em eventos de grandes fã-clubes em São Paulo (tanto de HP quanto de outros), por uma série de motivos pessoais e financeiros, mas também porque ANTES disso não havia esses eventos aqui em SJC. E depois passou a ter, o que criou uma grande praticidade pra mim, porque além de tudo eu passei a morar perto do melhor cinema da cidade.
Quem já foi nessas pré-estreias longe de casa e/ou em outra cidade sabe como é complicado arranjar onde ficar depois da sessão ou passar a noite na rua (como eu passei um sufoco danado em 2005, em Ribeirão Preto, na pré de HP 4 - Cálice de Fogo).

Enfim... nas 3 estreias de HP, que fui aqui no Kinoplex Vale Sul (HP 6HP 7-1 e HP 7-2) foi MUITO animado, muito lotado, com bastante cosplayers. E mesmo sendo um pouco menor que os eventos de SP, pra mim não ficou devendo em nada. Aliás, foi até melhor porque eu estava acompanhada de amigos mais próximos e mais divertidos e consegui aproveitar melhor. Na última (HP 7-2) eu fui com meu cosplay (feito meio às pressas) de quadribol e fez bastante sucesso. Foi muito divertido.
Mas uma coisa chata foi que em TODAS as sessões eu tive algum problema com a câmera e as fotos não ficaram tão legais quanto eu queria... porque, sim, sou chata pra cacete com isso.

Eu pensei em repetir meu cosplay de quadribol, mas ele tava com alguns probleminhas por ter ficado muito tempo guardado (especialmente a bota) e eu não ia ter tempo hábil para arrumá-lo a tempo. Então me dei conta de que eu nunca mais havia usado meu lindo e querido uniforme da Ravenclaw, que eu amo de paixão! Eu nem sequer me lembro quando foi a última vez que o usei, mas desconfio que tem quase 10 anos... Pois é, obviamente eu não tenho mais a idade para me passar por uma aluna de Hogwarts... mas, e daí? O negócio é se divertir! Então, tirei meu uniforme do armário e lá fui eu de aluna. Não coloquei o cosplay completo devido ao calor... deixei em casa o suéter e o cachecol, também esqueci minha varinha :(
Mas coloquei meus brincos em forma de raio, que achei há pouco tempo numa lojinha e queria muuuuuiiiiitttttoooo usar num evento de HP, hahah...

Estranhamente, mesmo tendo 2 sessões à meia-noite, uma dublada e outra legendada, não estava tão lotado quanto de costume e havia poucos cosplayers. E todos, como eu, estavam com uniforme padrão de Hogwarts... não havia nenhum cosplay diferente. Tinha uma garota de Luna Lovegood (que, pra quem não sabe casou-se, no futuro, com o neto do Newt). Eu pretendia pedir pra tirar uma foto com ela, mas fiquei numa conversa animada e acabei esquecendo.
Da minha antiga turma de pottermaníacos aqui do Vale, só encontrei uma amiga. Com os outros perdi contato ao longo do tempo (apesar de tê-los no face) e o que eu sei é que cada um foi para um lado, dispersando. Mas eu sei que não importa onde cada um esteja, certamente viram o filme na pré ou na estreia.
Essa amiga que foi comigo me apresentou a 2 outros amigos dela e ficamos todo o tempo antes da sessão abrir em uma conversa animada sobre assuntos nerds diversos. Ela é Hufflepuff, mas foi com uma camiseta da Ravenclaw, então estávamos combinando, rs.
Um outro amigo meu que ia não apareceu devido a um problema na perna.

Tirei só 2 fotos dessa vez... sim, só 2... mesmo não tendo absolutamente nenhum problema com minha câmera dessa vez, maaaaassssss... eu tenho uma novela gigantesca com fotos acumuladas no PC de anos e anos, que o povo me cobra e eu não tenho tempo de mexer... e também porque, como eu disse, não tinha muita coisa acontecendo!

Uma coisa que ficamos chateadas é que não havia NENHUM display ou totem do filme para tirarmos fotos. Soube que nos outros 2 cinemas aqui da cidade, que são Cinemark, havia. Poxa... que tremenda sacanagem Kinoplex!

Apesar de ter menos gente do que prevíamos (em parte, creio, por causa da chuva), foi uma sessão maravilhosa!
Se a pessoa FAZ QUESTÃO de ver o filme na pré-estreia, de madrugada, é porque é fã de verdade. E não tem nada melhor do que assistir ao filme com fãs de verdade!!!
Porque o pessoal sabe, perfeitamente, a hora certa de fazer barulho e a hora de ficar quieto. As pessoas não ficam conversando e fazendo baderna durante o filme, mas riem nos momentos certos.
Foi muito emocionante todo mundo gritando e aplaudindo quando começou e também aplaudindo juntos quando terminou!
Sim, aplaudimos porque foi maravilhoso, FANTÁSTICO!!!


O FILME - SEM SPOILERS


Newt e Tina (minha xará)

Eu confesso que estava com muito medo de ser outra decepção!
Porque minhas 'top 3' sagas favoritas são: Senhor dos AnéisStar Wars e Harry Potter, todas empatadas em primeiro lugar pra mim. Não sou capaz de escolher entre uma e outra. E tanto a trilogia O Hobbit quanto Ep 7 - Despertar da Força foram uma decepção descomunal, que fez meu coração de fã se apertar e doer muito!
Então, naturalmente, eu estava morrendo de medo do resultado desses novos filmes de HP!!!

E foi por isso mesmo que me surpreendi tremendamente!!! Superou todas as minhas expectativas.
É mágico, é cativante, é engraçado, é bonito, é encantador, é tudo que o mundo mágico deve ser!!! Conseguiu captar a essência do universo potteriano perfeitamente, mesmo a história se passando em outro país.
Aliás, esse é um grande ponto forte do filme: nos permite sanar a curiosidade de saber como era a magia em outra época e em outro país. E eu sempre tive a impressão que essa mudança de cenário poderia ser um pouco 'broxante'... Mas, muito pelo contrário, foi quase perfeito!

Outra coisa que eu tinha bastante receio era que focassem demais em alguma trama e deixassem os animais de lado, como coadjuvantes, sendo apenas uma 'desculpa' pro título do filme. Mas NÃO.
O filme conseguiu ser SOBRE OS ANIMAIS (o que me deixou super feliz) e ao mesmo tempo ter uma subtrama interessante.

E é fácil de entender porque essa nova série de filmes já superou as de SdA e SW: o roteiro foi escrito pela própria autora e criadora da saga, foi escrito pela própria JK!

E por não ter um livro (no sentido de romance) para compararmos, é melhor ainda! É um roteiro original. PORÉM, há sim algumas comparações e comentários a serem feitos em relação ao livrinho didático que já conhecemos e ao universo potteriano em si (que comentarei na parte com spoiler).


Antes de assistir ao filme eu não quis ver nenhum trailer e só fui ver o trailer depois que o filme foi lançado. E achei que, infelizmente, ele teve um pouco de spoiler, mostrou / contou mais do que deveria.

O novo elenco, especialmente o quarteto principal, é incrível. TODO MUNDO se apaixonou por eles! Ainda não vi ninguém falando que não gostou dessas escolhas. E, ainda falando do elenco, teve duas gratas surpresas pra mim, dois atores de quem eu não gostava muito do seu jeito de atuar, mas que nesse filme conseguiram me agradar muito, se integraram muito bem ao universo, à história. Foram ótimas representações, inclusive na caracterização. Um desses atores, foi o Colin Farrel... do qual eu tinha uma certa aversão desde Alexandre.

Brasão de Ilvermorny

Achei muito legal ter menções tanto a coisas novas, quanto à coisas / pessoas que já pertenciam ao universo. Exemplo: citaram Ilvermorny, que é a escola americana de magia (isso não é spoiler porque a JK já tinha falado dessa escola no começo desse ano), embora ela não apareça... já que todos os personagens são adultos. Mas houve, também, menção a Hogwarts, onde Newt estudou e seu relacionamento com outros alunos, que tem sobrenome facilmente identificável pelos fãs.

Agora, vem a parte chata: as pequenas coisinhas que incomodaram e não deixaram o filme levar uma nota 10:

- Criaturas mágicas: sim, elas são lindas e divertidas e literalmente fantásticas. Maaassss, o pessoal do CGI pecou bastante na texturização, o que deu deixou bem evidente que eram criaturas artificiais. O motivo mais provável disso ter acontecido é limitação de orçamento. Por ser o primeiro filme de uma nova série, é um ''teste''... ainda mais sendo história original, com mudança brutal de época, cenário e personagens. Daí o orçamento acaba sendo mais curto e se o filme provar seu valor, aumenta consideravelmente o investimento na continuação (nem preciso dizer que já provou, batendo recordes de bilheteria).

Figurino: desde o PRIMEIRO livro de Harry Potter é deixado bem claro que os bruxos se vestem de maneira ''peculiar'', própria da cultura bruxa. E que quando misturados aos trouxas, eles tem dificuldades de se comportar e de se vestir adequadamente, para se camuflarem na multidão. Uma cena, que INFELIZMENTE não está nos filmes, que é emblemática para esse problema, é de Cálice de Fogo, no acampamento da Copa de Quadribol, ANTES da partida começar: o Trio está numa fila para pegar água e tem 2 bruxos idosos perto deles. Um deles veste uma camisola feminina e o outro tenta explicar a ele que aquilo é roupa de mulher dormir e que ele precisa vestir calças, ao que ele responde ''Não, obrigado. Gosto de tomar ar nas minhas partes''. E nesse momento Hermione sai correndo da fila porque tem um acesso incontrolável de riso.
Nos primeiros 2 filmes de Harry Potter o modo típico de se vestir dos bruxos foi preservado. Mas do 3º ao 7º foi colocado totalmente de lado e mesmo dentro de Hogwarts, em vários momentos, eles não usam o uniforme ou estão com o uniforme amarrotado e desalinhado (um absurdo numa escola tradicional inglesa).
Nesse novo filme, por se passar quase um século atrás, eu achei que eles voltariam com as vestimentas típicas dos bruxos, mas não. Os bruxos se vestem com os trajes bem típicos dos anos 20 e se camuflam perfeitamente entre os trouxas, incapazes de gerar qualquer desconfiança na vestimenta e no comportamento.
Pode ser que isso seja característico da comunidade bruxa dos EUA, ''mais moderninha'' e também pela MACUSA ser BEM mais rígida no controle do contato com trouxas.  PODE SER... Mas mesmo assim, eu fiquei um pouco decepcionada com isso.

Repare bem nas capas e chapéus usados pelos bruxos, na 1ª visita do Harry ao Beco Diagonal.
É assim que eles são descritos nos livros.

- Contradições: isso eu vou explicar mais detalhadamente na parte com spoilers, mas há algumas contradições que me incomodaram bastante quando comparamos com as informações do mundo mágico que nós JÁ conhecemos, em todos esses anos de fandom. Duas coisas, especificamente me incomodaram. E sabendo que a JK é tão absurdamente minuciosa com isso, eu só posso supor que já que o filme foi escrito por ela mesma, em algum momento ela vai nos fornecer alguma explicação pra esse fato. Mas, por ora, atrapalhou um pouco a experiência.

Por fim, deixo um aviso para quem, como EU, tem PAVOR de barata.
Tem uma cena, extensa demais para o meu gosto, com uma BARATA. Isso mesmo! Poderia ter sido QUALQUER inseto... mas não sei porque raios resolveram usar uma barata absurdamente detalhada! Não é uma barata mágica, nem nada assim... É só uma MALDITA BARATA MESMO!
Essa cena me deu ânsia profunda!!!


O FILME - COM SPOILERS

Agora vem a parte mais aguardada por mim, onde eu posso soltar o verbo, hahaha...
Bora discutir teorias!!!



A primeira coisa problemática pra mim é que algumas das criaturas mostradas no filme NÃO estão descritas no 'livro didático' Animais Fantásticos & Onde Habitam. Um que lembro bem - mas esqueci o nome - é a que o Newt usa em vários momentos tensos do filme como auxiliar ou como meio de fuga e defesa. Uma espécie de pássaro de cor vibrante, que 'vai-e-volta' pro bolso dele, como um iô-iô.
Se o Newt estava viajando o mundo JUSTAMENTE para estudar os Animais Fantásticos e escrever um guia completo sobre eles e uma espécie de ''livro científico'' (o equivalente disso, dentro do mundo da magia), não faz sentido deixar alguns animais de fora. Por que ele faria isso???
Como eu disse antes, pode ser que a J. K. explique futuramente... mas eu acho mais provável sair uma nova edição revisada, não só para incluir esses animais, como para ser mais completa em todos os aspectos... visto que o livro original era bem 'básico'. Provavelmente a J. K., na época que o escreveu, ainda nem sonhava que faria um filme com esse tema no futuro.
Mas não deixa de ser um GRANDE furo.

Já no dia seguinte à estreia postei essa dúvida no perfil da amiga que assistiu o filme comigo.
A princípio, minha amiga achou que o Obscural era a Mortalha Viva, uma criatura que aparece no livro do Newt. Mas o Obscural é MUITO mais poderoso do que a Mortalha. A Mortalha apenas se esconde embaixo da sua cama enquanto está dormindo e te sufoca. Ela não sai destruindo prédios e atacando a cidade.


No começo eu achei que o Obscural era uma das criaturas que faltavam no livro, porém me lembrei do que o Newt diz na MACUSA, durante a reunião dos magos, que ''não foi um animal que fez isso''. Ou seja, o Obscural não consta do livro porque não é um animal.
Mas talvez a J. K. já tivesse pensando nessa criatura das trevas quando escreveu o livro, pois na introdução diz:
" A primeira edição de Animais Fantásticos foi encomendada em 1918 pelo Sr. Augusto Worme da editora Obscurus Books..."

Entretanto, tem outro furo MAIOR ainda... e foi esse, sim, que me tirou o sono por dias depois da estreia. Fiquei martelando isso na cabeça!!! Lá vai...

Se um Obscural ou Obscurus é criado / aparece quando um bruxo tem sua magia MUITO reprimida, é humilhado, torturado, preso e julgado como um aberração pelos trouxas, apenas por ter magia... Bem, como raios o Harry nunca 'desenvolveu' um Obscural???
Afinal, os Dursley SABIAM que ele era bruxo e fizeram de tudo para reprimir isso nele. O tratavam até mesmo como escravo, sendo obrigado a realizar as tarefas domésticas mais árduas. E não vou nem falar da Tia Guida, que era beeem pior com o Harry.
E não to falando do período depois que o Harry recebeu a carta de Hogwarts e descobriu quem era de verdade... não, to falando da infância infernal do Harry, que a J. K. descreve com certo bom humor no início de Pedra Filosofal. Tia Petúnia cortava seu cabelo e no dia seguinte ele estava ***magicamente*** comprido de novo. Os meninos na escola o perseguiam e ele ***magicamente*** ia parar no teto da escola. Entre outras coisas assim...
Será que seria necessário o próprio bruxo ter ciência de sua magia pra isso acontecer??? Pois Harry, mesmo com todas as coisas estranhas que aconteciam à sua volta, nunca tinha percebido a magia em si, até Hagrid visitá-lo... Enquanto Credence, claramente, sabe que é bruxo!

Não consigo olhar pro Ezra Miller sem pensar no Caio Blat.
São muito parecidos pra mim.
A minha amiga acha que o Harry não sofreu tanto quanto o Credence, porque o Credence apanhou muito da mãe adotiva... Mas o Harry apanhava do Duda e dos amigos dele. Meio que dá na mesma.
Os Dursley 'escravizavam' o Harry (tarefas domésticas), trancavam ele, deixavam ele sem comer, diziam que ele era um lixo / aberração, praticavam bullying / assédio moral o tempo todo com ele, falavam mal doa pais dele e botavam nele a culpa de qualquer coisa estranha que acontecesse em volta deles ou com eles. Os Dursley reprimiam a magia no Harry de propósito.

Mas esse tal Obscurus é criado pelo próprio bruxo ou é sempre um parasita externo??? EU fiquei com a impressão que o bruxo reprimido CRIA e ALIMENTA esse bicho dentro de si, mas ele pode se desprender da pessoa (principalmente depois que ela morre) e sair procurando outro hospedeiro.
Mais ou menos como ''O Lado Negro da Força'': vai acumulando raiva, ódio, agressão, medo, ciúme, vingança dentro de si... e uma hora aquilo explode.

Minha amiga também argumentou que a magia do amor da Lily, no momento da morte, pode ter protegido o Harry disso. Acho que é a única 'desculpa' que faz sentido, já que era uma proteção contra A Arte das Trevas... e o Credence nunca foi amado (aparentemente).
Mas a J. K. vai ter que explicar isso direitinho, porque pode ter certeza que vão pegar no pé dela com isso.

Minha amiga também argumentou que poderia ser por conta da horcrux dentro do Harry. Mas disso eu discordo: o 'pedaço' de Voldemort dentro do Harry não iria querer impedir um Obscural, mas sim alimentá-lo e aproveitar-se dele. (Tal qual o Grindelwald estava fazendo com o Credence.

Fora isso, eu já vi, muito por ALTO, que os fãs estão elaborando teorias sobre uma possível relação entre o Obscural e a irmã de Dumbledore. Não abri nenhuma pra ver, porque queria postar primeiro aqui no blog as minhas impressões sobre o filme sem 'contaminação' de teorias alheias e outras opiniões externas. Sem contar que eu nem lembro direito da história dela que foi contada em Relíquias... preciso reler a série urgente!!!

Mudando um pouco de assunto...
Quando o Jhonny Deep foi escalado houve uma enorme comoção contrária à escolha dele. Eu também não gostei... mas não pelos motivos da vida pessoal dele e acusações duvidosas, mas sim porque não sou muito fã dele como ator mesmo. Acho ele muito caricato e fiquei com medo do que ele faria com Grindelwald, tornando um dos maiores bruxos das trevas um personagem ridicularizado.
Eu esperava que ele só aparecesse no 2º filme, mas ele fez uma pequena ponta no final deste filme... e eu realmente gostei do resultado! Até aqui, ele se saiu melhor do que eu esperava. Espero que nos próximos filmes mantenha esse perfil mais moderado de atuar. A caracterização também ficou excelente, sem os exageros de costume nos personagens dele!

Mas eu não curti a notícia que tem rondado nas redes sociais, de que no 2º filme ele e Dumbledore serão os protagonistas... e não o Newt... porque, nesse caso, o título desta nova série (Animais Fantásticos) perde o sentido totalmente!
Creio que no próximo filme mudarão o nome. Veremos...
Mas também fico triste por não termos o Quarteto de volta. Eles foram perfeitos!!!

Falando nisso... a cena final entre Newt e Tina foi tão linda.
SIM!!! Eu amei que eles não tenham se beijado no final, porque ficou compatível com a personalidade tímida de ambos e com a época em que viviam (em que jamais uma mulher tomaria tal iniciativa, ainda mais em local público). Ficou uma cena singela, suave... Foi muito bom não ter o beijo para não torná-la apelativa, afinal não é um filme de romance, mesmo que ele ronde um pouco a trama!
Mas eles, com certeza, ainda irão se reencontrar...

Sinceramente, se eu pertencesse ao mundo mágico, provavelmente seria bem parecida com o Newt.
Eu sou muito apegada a animais e senti toda a dor dele quando ele saiu preso da reunião na MACUSA  e confiscaram a mala dele, gritando, implorando para que não maltratassem seus animais!!!


Por fim, deixo aqui como curiosidade um poster feito por fãs quando o filme foi anunciado (e ainda não tinha elenco definido). É um poster belíssimo, mas que mostra uma visão - por parte dos fãs - bem diferente do resultado final: um bruxo com uma pose confiante e aparentando ser um galã, cheio de si. E o Newt acabou sendo um personagem bem peculiar, tímido e atrapalhado... rs.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigada pela sua visita e pela mensagem.
Comentário anônimos de ataque gratuitos serão deletados!
Espero que tenha gostado do blog e que volte sempre!