segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Oscar 2013


E ontem foi a entrega do prêmio mais cobiçado do mundo. 
Acho que ontem foi a 1ª vez que eu consegui assistir a festa inteira - literalmente desde o começo até o encerramento - e o melhor, sem me aborrecer em quase nenhuma parte.

Nos anos anteriores eu nunca conseguia pegar desde o início (até porque por muitos anos aqui não tínhamos canal de assinatura, então dependíamos da boa vontade da Globo ou às vezes do SBT) e geralmente ficava entediada ou irritada em boa parte do tempo e acabava desistindo e indo dormir.

No ano retrasado a apresentação da Anne Hathaway e do James Franco foi muito criticada. Eu fiquei um pouco incomodada com isso, porque tenho uma forte simpatia pelos dois. Mas hoje reconheço que foi ruinzinho mesmo.
Ano passado, com apresentação do Eddie Murphy, eu só vi alguns flashs. Não tinha interesse em nenhum filme em especial ou ator / atriz ou diretor(a). Só me lembro, vagamente, de ter visto a premiação de O Artista (melhor filme) e de ter esperado pela premiação de canção original que, obviamente, achei extremamente injusta.

Um amigo cinéfilo comentou no FB que achou que este ano foi bem mais agradável e eu concordo plenamente. Várias coisas contribuíram.
  • Primeiro: deu vontade de assistir porque tava acirrado, só tinha filme phoda competindo em todas as categorias de longa metragem (embora eu só tenha visto O Hobbit até agora). Nos últimos anos os filmes eram tão fracos ou então era UM filme phodástico que obviamente ganharia todas contra um monte de filmes medíocres, que nem tinha graça de assistir.
  • Segundo: diminuíram consideravelmente as piadinhas escrotas que só americanos entendem e/ou curtem. Sério... isso deixava a apresentação sempre muito entediante e até desagradável. Muitas vezes era o que me fazia desistir de assistir até o fim. Não é que não teve piada esse ano. É que foi na medida certa.
  • Terceiro: para quem, como eu, assistiu pela TNT e não entende inglês, a dublagem simultânea da moça (cujo nome não sei) continuou sofrível, mas pelo menos esse ano o Rubens Ewald Filho maneirou nos seus comentários. Na Globo eu nem coloquei, porque o José Wilker e a Maria Beltrão me tiram do sério!!! Mais comentam do que traduzem, além de começar já com atraso. E, sinceramente, me interessa o que está acontecendo e sendo dito no palco, e não a opinião deles...

Eu já comecei a noite reclamando que não estava interessada nos vestidos das atrizes e nem na opinião do Rubens ou do Wilker. Isso porque a TNT divulgou horários errados. Colocaram no comercial horário do pré-show 20h30 e início do Oscar às 21h30. Coloquei no canal às 22h e ainda tava passando tapete vermelho. O Oscar mesmo começou 22h30.

Mas valeu a pena esperar, porque foi nerdicamente phodástico!!!
Começamos com ninguém mais, ninguém menos que Capitão Kirk voltando do futuro para impedir um desastre. (Claro que eu preferia uma referência / participação de Star Wars, só que tenho aprendido a simpatizar com Star Trek). Imediatamente imaginei a reação de Sheldon Cooper assistindo a premiação, hahahah...


E no meio das graças de Capitão Kirk ao vivo, interrompendo a abertura o Oscar a bordo da Enterprise, tivemos um número dos lindinhos Daniel Radcliffe (sim, Harry) e Joseph Gordon-Levitt dançando! Eu quase tive um treco quando o número começou!!!



Bastidores:


Eu não ligo muito para moda e vestidos das atrizes, mas me deixa altamente intrigada POR QUE as mulheres que vão receber prêmios técnicos SEMPRE (ou quase sempre) vão mal vestidas, de preto e até meio masculinizadas (de calça). Não me levem à mal. Sou super fã de calça, raramente uso saia ou vestido. Mas o Oscar é uma festa de gala, não é ambiente para esse tipo de roupa em mulheres!!!
Não sei se existe algum tipo de regra de etiqueta para que elas não apareçam mais do que as estrelas de cinema... E mesmo que exista, creio que não justifica certas bizarrices do mais extremo mau gosto!
Sinceramente, se um dia eu chegar lá vou querer um vestido LINDO, sim... não de estilista famoso (que acho isso uma tremenda bobagem e futilidade), mas um vestido bonito, bem feito e com uma cor que eu goste muito.
Digo isso porque além de algumas mulheres com calça social, do tipo que se usa em entrevista de emprego e não em festa de gala (a maior ou uma das maiores do mundo), uma das primeiras mulheres a subir para receber prêmio técnico me surpreendeu pela inacreditável falta de noção e excesso de mau gosto!!!
(Procurando o nome do prêmio e pelo nome da figura no Google, pq realmente não lembro).
Melhor Maquiagem e Penteado: Os Miseráveis - Lisa Westcott e Julie Dartnell.

Não sei qual das duas é a figurassa, mas o que raios é essa perna cor de rosa choque???
Gente... não me ligo em moda, odeio aqueles programinhas que ficam só criticando e tirando sarro das roupas das famosas, programas de fofocas e etc... Mas tudo tem limite, né? Não custa se vestir apropriadamente pra ocasião, ainda mais alguém da equipe de um dos filmes mais importantes do ano!
Por favor, alguém mande ela se consultar com Stacy e Clinton com urgência!!!

E falando em saias, não acreditei quando o vencedor de Melhor Animação por Valente foi receber o prêmio de kilt. Imediatamente lembrei de um colega de fórum que adora andar por aí de kilt, hahah...

E ainda falando nisso, muito criticaram a lindinha e mais jovem atriz já indicada, Quventzhané Walls, por usar uma bolsinha de cachorrinho. Bom, além da roupa e acessórios serem apropriados à ocasião, eles também devem que ser apropriado à idade, né gente!
Portanto, certíssima ela e a mãe pela escolha. Ela tem apenas 9 anos!!! É uma criança e tem que se vestir e curtir a festa com a criança que É! E não como estas e estas aberrações. Não invertamos os valores!


Na apresentação de um dos prêmios (obviamente não lembro qual) os apresentadores foram os atores de Os Vingadores, filme que só concorreu em uma categoria e não venceu. Bem, não eram todos os Vingadores, como anunciaram. Foram apenas 5:
  • Robert Downey Jr - Homem de Ferro
  • Chris Evans - Capitão America
  • Mark Ruffalo - Hulk
  • Jeremy Renner - Gavião Arqueiro
  • Samuel L. Jackson - Nick Fury

Faltaram no palco pra completar a equipe: Chris Hemsworth (Thor) e Scarlett Johansson (Viúva Negra).

Embora eu não goste de 007, a homenagem aos 50 anos do espião galã foi inegavelmente mais uma overdose de nerdice, para nossa alegria!

Lembra que eu disse láááá em cima que quase nada me aborreceu?
Bom, obviamente não me alegrou os prêmios que Pi levou, basta ver meu post anterior.
Mas teve também um momento de surpresa desagradável:


Eu não tava nem entendendo o que raios ela foi fazer no Oscar. Achava que ela nem sequer seria convidada. Mas agora, enquanto escrevo, lembrei que a versão dela (tosca) da Branca de Neve foi indicada em algumas categorias.
Mas, porque raios ela foi chamada para apresentar um prêmio??? Ainda mais ao lado do Dan???
Colocassem a Emma Watson então, que é uma grande atriz (e já é considerada uma Diva) ... não essa vampira purpurinada sem sal!

Será que só eu fiquei com a impressão de que foi uma tentativa de fazer uma média entre os 2 fandons??? Até porque eles foram apresentados como "um mago e uma vampira".

Achei horrível!!!

E agora chegamos ao Grand Finale:

Adorei a Anne Hathaway e a Jennifer Lawrence terem ganho respectivamente como Melhor Atriz Coadjuvante e Melhor Atriz.
Duas atrizes jovens que estão aí pra mostrar que o cinema tem, sim, um grande futuro pela frente.
Não vi os filmes concorrentes de nenhuma das 2 ainda, mas sei pelo talento delas que foi merecido, afinal acompanho suas carreiras há muito tempo, principalmente a Anne. A cena dela (em Os Miseráveis) que foi mostrada no telão mais de uma vez não deixou dúvidas.



Estão zuando muito a Jennifer por ter tropeçado, tadinha! Mas dado o tamanho do vestido e o nervosismo, foi mais que compreensível!!!
Aliás, tirando a saia exagerada do vestido, achei que ela estava lindíssima!!!



Melhor Ator foi bem óbvio e esperado: Daniel Day-Lewis por Lincoln.
Como bem disse Rubens, ele foi a versão masculina da Meryl Streep desse ano.

Fiquei chateada por O Hobbit não ter levado nada, apesar da forte concorrência. Achei que merecia mais o de Efeitos Visuais do que Pi. Não só por minha implicância com Pi, mas também porque O Hobbit recria todo um mundo fantástico... é muito mais detalhado e minucioso!

Melhor Filme, era esperado que Argo ganhasse pelo bom (péssimo) e velho americanismo de sempre. Mas eu achava que Lincoln (também pelo patriotismo, por que não?) ou Os Miseráveis mereciam mais!

E... enfim... esta foi a "minha cobertura do Oscar 2013", rs...

Por favor, se visitar este post comente também suas impressões sobre a festa.
E tomara que um dia eu possa estar lá, nem que seja só como platéia =D

Ah, sim... aí vai a lista dos ganhadores:
  • Melhor Filme: Argo
  • Melhor Diretor: Ang Lee - Aventuras de Pi
  • Melhor Ator:  Daniel Day-Lewis - Lincoln
  • Melhor Atriz: Jennifer Lawrence - O Lado Bom da Vida
  • Melhor Ator Coadjuvante: Christoph Waltz - Django Livre
  • Melhor Atriz Coadjuvante: Anne Hathaway - Os Miseráveis
  • Melhor Roteiro Original: Quentin Tarantino - Django Livre
  • Melhor Roteiro Adaptado: Chris Terrio - Argo
  • Melhor Animação: Valente
  • Melhor Filme Estrangeiro: Amour
  • Melhor Documentário Longa-Metragem: Searching Sugar Man
  • Melhor Documentário Curta-Metragem: Inocente
  • Melhor Curta-Metragem: Curfew
  • Melhor Animação Curta-Metragem: Paperman
  • Melhor Trilha Sonora: Mychael Danna - As Aventuras de Pi
  • Melhor Canção Original: Adele - 007 Skyfall
  • Melhor Edição de Som: Per Hallberg e Karen Baker Landers - 007 Skyfall
  • Melhor Edição de Som: Paul N. J. Ottosson - A Hora Mais Escura
  • Melhor Mixagem de Som: Andy Nelson, Mark Paterson, e Simon Hayes - Os Miseráveis
  • Melhor Direção de Arte: Rick Carter e Jim Erickson - Lincoln
  • Melhor Fotografia: Claudio Miranda - As Aventuras de Pi
  • Melhor Maquiagem e Penteado: Lisa Westcott e Julie Dartnell - Os Miseráveis
  • Melhor Figurino: Jacqueline DurranAnna Karenina
  • Melhor Edição: William Goldenberg - Argo
  • Melhores Efeitos Visuais: Bill Westenhofer, Guillaume Rocheron, Erik-Jan De Boer e Donald R. Elliott - As Aventuras de Pi

6 comentários:

André Brandalise disse...

Minha cara, escrevi sobre a situação política da escolha do Melhor Filme (http://revistavilanova.com/um-oscar-politizado/), e para mim é nítido que a decisão foi para agradar o governo americano. O que acha sobre isso?

NaiaraAmeba disse...

Oh deus, vamos lá para mais um comentário gigantesco que eu estava, deliberadamente, procrastinando. Eu AMO a temporada de premiações, e fiquei frustradíssima de não ter acompanhado dignamente esse ano, quando no ano passado eu só perdi o BAFTA e me arrependi amargamente (teve uma cena linda entre e Meryl e o Colin, signa de Cinderela, não sei se você viu). O ponto é que, nesse ano, no dia da premiação, eu só tinha assistido um dos filmes indicado a melhor filme (Django, que eu amei). Ou seja, eu não estava uma mulher cheia de torcidas.
Pra começar, eu amo os vestidos. Não por aquela coisa estúpida de: noooossa, ela vestiu tal marca, outra não. Eu gosto dos vestidos porque acho eles coisas lindas que deveriam existir no meu mundo. Ao contrário de você, eu vivo usando vestidinhos e saias, até porque aqui é muito quente e eles tendem a ser uma opção incrivelmente mais fresca. Só tenho que tomar cuidado para ser mais alinhada do que sexy, sensual e diva, afinal, eu trabalho em um departamento jurídico. O que mais gosto de ver é como as atrizes que são completamente fora do padrão de beleza socialmente imposto se vestem. Vide Octavia Spencer dando, mais uma vez, uma surra de bom gosto em muita vara pau em graça.
Também acho muito bizarras as escolhas de figurino das indicadas a prêmios técnicos, mas ai eu lembro que tem gente talentosa e sem noção em todo canto. Agora no inicio do ano fui para uma formatura em um dos buffets "phynos" da cidade, e tinha uma moça de legging e camiseta, enquanto no convite o traje era definido como social. Tudo o que podemos fazer é orar pelas pobres almas sem bom senso.
Agora, quem me deixou deprimida foi a Anne. Ela era favorita, ela tá extra esquelética e poderia vestir qualquer trapo, e escolheu justamente um que deixou ela com cara de lápis de cor sem cor, ainda mais magra e com jeitinho de sofrida. Fiquei deprimida.
Quanto ao kilt, eu acho uma opção válida para a premiação, afinal, a origem do traje é formal, fora que é uma ótima demonstração de orgulho da sua própria cultura!
Saindo das parte das roupas e indo para a apresentação: todo nerd que se prese gostou de ver o bom e velho Kirk. Não é uma questão de gostar de Star Trek, e sim uma questão de valorização da cultura nerd e da miopia que a mesma ocasiona. Então, sim, eu tive meu pequeno ataque, que obviamente foi muitooo maior com o número do Dan. Ele estava super fofinho. Claro que quando ele entrou para apresentar com a esposa da Sininho eu mandei ele fugir para as colinas, com medo que ele fosse contaminado coma falta de talento da criatura, mas entreguei nas mãos de Merlim. (...)

NaiaraAmeba disse...

(...)
Tive outra crise quando os Vingadores apareceram para apresentar. Atualmente é o fandon no qual eu estou mais presente, com direito a ships malucos e fics extremamente sem noção (inclusive comecei a escrever uma AU com eles que seja o que deus quiser). Enfim, foi muita emoção para uma pobre fan girl, por mais que eu tivesse amado que o Tom (que interpretou o Loki) também estivesse no palco.
Fiquei frustrada quando Les Mis ganhou melhor maquiagem, quando O Hobbit era a escolha óbvia. E fiquei mais frustrada ainda quando assisti Les Mis essa semana e vi que a maquiagem foi meio catastrófica (a não ser que, naquela época, já existisse Mary Kay e o Jean fosse adepto a cosméticos rejuvenescedores).
Quanto a Jeniffer ter ganho melhor atriz, eu fiquei meio assim, mas superei. Queria que a Jessica tivesse levado esse, mas por mera tietagem, porque sou apaixonada pela mulher. Entretanto, acho a Lennifer uma fofa e não duvido que ela tenha merecido o prêmio. Quanto a queda, meu bem, ela estava no lucro e essa imagem define meu sentimento: https://fbcdn-sphotos-g-a.akamaihd.net/hphotos-ak-prn1/69693_485690694825063_2000712094_n.jpg
Fora que o Bradley pareceu o ser mais preocupado do mundo. Ele só voltou para o canto dele quando ela estava segura em um local plano, e eu achei isso inteiramente adorável da parte dele.
Não gostei da homenagem aos filmes do 007. Sou muito mais a ideia de uma amiga minha, que consistia em fazer a Helen Mirren descer do teto caracterizada como a rainha e todos os atoras que já interpretaram James Bond que ainda pudessem andar sem nenhuma órtese fossem salvá-la. Muito melhor do que aquela performance duvidosa de Gold Finger.
Por falar em performance duvidosa, o que foi a Barbra nesse Oscar, perlamordideus?
A Adele também me decepcionou um pouco. Eu não gosto da cantora, mas acho Skyfall uma música sensacional. Entretanto, achei que ela cantou com pouca emoção, pouca vontade. Queria que ela tivesse dado aqueles gritos de abalar multidões e seduzir a todos.
Acho que não me esqueci de tagarelar sobre nada! O mais legal é que, como sempre, eu assisti trocando comentários com os amigos, o que é sempre muito divertido!

Cris NS disse...

Prometo que ainda vou passar lá e comentar (eu li seu post no dia que comentou, mas não deu tempo de escrever lá).

Mas poxa vida né, André... que cara de pau!
Vem aqui pedir pra eu comentar seu post, mas não deixa um mísero comentário sobre meu post.

Cris NS disse...

Olha, eu sou bem o contrário... tenho pouca paciência pra assistir às premiações. Além da achar o evento de hoooras enfadonho na maior parte das vezes, acho que sempre tem muita marmelada.
Quanto à torcida, eu tava indo muito pelas impressões que li da galera por aí porque, como disse no post, só assisti O Hobbit.

Hahaha.... sobre os vestidos e saias. Eu passei muitos anos usando só calça. Aqui também é muito quente, mas mesmo nos piores dias eu não usava nem bermuda ou shortinho, pra vc ter uma ideia. Foi uma fase complicada de mais de 10 anos.
Há uns 5 anos decidi comprar alguns shortinhos. Depois foi a vez de alguns vestidos e saias (em parte por causa dos casórios na família). Mas ainda uso pouco todas elas. Digamos que AINDA estou aprendendo a usar e a me adaptar. Mas definitivamente aprendi a gostar pela mobilidade e praticidade. Espero ter mais vestidos no guarda-roupa em breve.
Eu meio que vivo nesse mundo de vestidos de festa, por causa dos casamentos (claro que não a nível de Oscar, rs)... e mesmo antes de trabalhar com isso e ainda na minha fase de "só calça" eu sempre fui apaixonada por vestidos de festa!

Quanto à Anne eu gostei da escolha. Realmente ela tava magra demais. Mas gostei do vestido, pois sou adepta do "menos é mais" (no bom sentido, é claro... simplicidade, sem vulgaridade). A cor podia ser mais vibrante ou mais escura, mas acho que ela escolheu um tom pastel para destacar o cabelo e a maquiagem.

Quanto ao kilt, eu não tava criticando. Acho que deu essa impressão por ter ficado perto da mulher de calça rosa choque. Mas não... era perfeitamente apropriado. É que além de achar inusitado, eu vibrei pela escolha ter sido claramente devido ao tema do filme (Valente) e porque, como eu disse, lembrei de um conhecido que usa kilt por aí.

"Não é uma questão de gostar de Star Trek, e sim uma questão de valorização da cultura nerd e da miopia que a mesma ocasiona."
CLAP CLAP CLAP!!!
Eu não teria dito melhor... É exatamente isso!!! Esse Oscar foi nerd em todos os sentidos, reconhecendo nosso estilo de vida até por sermos o maior público consumidor de Hollywood em TODOS os gêneros.

" Claro que quando ele entrou para apresentar com a esposa da Sininho eu mandei ele fugir para as colinas, com medo que ele fosse contaminado coma falta de talento da criatura, mas entreguei nas mãos de Merlim."
Hahahahha.... HUASHUSHUASHUHSUSHUSSUAHAUS...

Cris NS disse...

Heuheueu... eu fico imaginando o que seriam ships malucos em Vingadores... Hulk e um Chitauri??? Loki e Thor? (não duvido nada...)
Eu não entendo NADA do Universo Marvel em HQs... meu conhecimento é estritamente sobre os filmes desde que a Marvel começou esse processo cinematográfico (Demolidor, Elektra, Homem-Aranha, etc...) Assisti quase todos no cinema e sou completamente apaixonada pelo Universo Marvel na Telona, mesmo aqueles filmes que a galera mete a lenha. Mas eu nem me atrevo a entrar em fandom Marvel pq certamente eu ficarei muito perdida. Só vibro com os filmes mesmo!!!

Verdade, eu esqueci do Loki. Ele também deveria estar no palco =(

Cara... sobre o O Hobbit. Galera que viu em altíssima definição e em 48 quadros por segundo, dizem que tanto maquiagem quanto efeitos ficaram MUITO ruins... que dá pra enxergar nitidamente defeitos (tipo narizes falsos), que ficou muito falso. Deve ter sido por isso que perdeu ambos os prêmios.
Eu ainda não tive oportunidade de assistir assim. Nem em 3D consegui ver. Mas assim que puder escrevo minhas impressões.

Hhhaahuauahauau... eu vi essa imagem no FB e AMEI também!

Bom, como não gosto de 007, não posso comentar.

Cantoras e cantores sempre podem ser decepcionantes em apresentações ao vivo, porque a mesa de edição influencia muito no que ouvimos nos filmes, na TV e no CD final. E sempre corre o risco de estar com a garganta ruim justo naquele dia.

Postar um comentário

Muito obrigada pela sua visita e pela mensagem.
Comentário anônimos de ataque gratuitos serão deletados!
Espero que tenha gostado do blog e que volte sempre!